sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

NÃO EXISTE MULHER FEIA, EXISTE MULHER POBRE!


Que se manifeste agora a mulher que nunca acordou um dia, se olhou no espelho e pensou: "Nossa, como eu estou horrorosa". Não existe uma explicação razoável para esses dias acontecerem - eu, sinceramente, acho que há uma explicação astrológica: Vênus se alinha com Plutão, que se alinha com o Sol, que desalinha com a Lua, que explode algum universo paralelo, que repercute na psiqué feminina aqui na Terra.

Em dias como esse, parece que todas as roupas do armário ressaltam o pneu lateral, todos os sapatos são pés esquedos e toda a maquiagem do mundo parece pouca. As coisas pioram bastante quando a gente liga a TV e um bando de mulheres indefectíveis aparecem lindas, magras e felizes.

A solução? Ir para a cozinha e fazer um brigadeiro! Afinal, essas mulheres já nasceram assim e não há o que nós, meras mortais possamos fazer. Aí está o grande erro!!!
Não existe mulher indefectível! Não existe uma mortal que não tenha um defeitinho para entregar sua humanidade.

O que existe é mulher rica, que vive de (e da) aparência. Eu estava passeando por um desses sites de fofoca (ih, acabei de me entregar... mas eu visito sites sérios também... as vezes) e vi algumas fotos de mulheres famosas antes da fama. Olhem e animem-se:








Se você acordar num dia de ódio mortal a você mesma, não esqueça: arrume um marido rico ou vire traficante... ou bicheira ou dona de bingo... ou venda seu amor próprio, valores e convicções (embora eu desconfie que isso tá barato hoje em dia).
Mas lembrem-se sempre: beleza é um atributo muito efêmero - acaba muito rápido e não sustenta felicidade duradoura. Nós não conhecemos a fundo a vida dessas atrizes, mas eu posso afirmar que elas não deixaram de ter problemas só porque ficaram mais desejáveis sexualmente. Portanto, quando acordar, todos os dias, faça ecoar dentro de si uma voz dizendo que você vale muito mais do que um simples reflexo no espelho... você é mais do que um cabelo com vida própria... mais do que uns quilos sobrando... você é muito mais do que estrias e celulites. Aprenda a ser uma mulher perfeita para você e o mundo se tornará pequeno!!! Eis uma coisa que eu estou aprendendo...
(Meu Deus, eu estou virando autora de auto ajuda! O que está acontecendo comigo???)


Jacqueline

domingo, 14 de fevereiro de 2010

Como conseguir um marido rico

video

Jacqueline e Mariana

Obs: O vídeo acima é só uma brincadeira! Mari e eu (Jacque) continuamos solteiras e infelizmente, pobres!

domingo, 7 de fevereiro de 2010

Bem - Vinda ao Mundo das Solteiras - As Vantagens e Desvantagens de se estar "na Pista"

Estar solteira é um dilema emocional para muitas de nós.


Quando menininhas, nos deram uma boneca e nos disseram que era nossa filhinha, também nos deram um forninho e várias panelinhas para que brincássemos de casinha; e assim nós crescemos, felizes da vida, gravando no nosso inconsciente que a vida perfeita envolveria uma casa de cerca branca, filhinhos de bochechas rosadas e para completar o panorama, um marido saído dos contos de fadas direto para a nossa vida - o perfeito príncipe.

Adultas, vivenciamos uma mordaz briga entre a nossa formação de princesinha da Disney e a realidade - homens não querem compromisso, meninas de 17, todas durinhas, disputam 'mercado' com as mulheres de 30 e 40 anos, o príncipe encantado se encanta por todas e por nenhuma ao mesmo tempo e cada vez mais, as relações tem bases superficiais e, por conseguinte, não se sustentam por muito tempo, dando margem a relacionamentos relâmpagos.

Nessa jornada sem fim, onde nos dizem o tempo todo que é preciso, a todo custo, encontrar a nossa cara metade, algumas até conseguem encontrar o tão imaginado príncipe; outras não acham o príncipe, mas conseguem alguém com um título de nobreza qualquer e se conformam; também existem as que se contentam com os bobos da corte ou os ferreiros mesmo...

Para aquelas que não encontraram nem príncipe, nem ferreiros, nós do blog Doce, Sexo & Histórias, somos solidárias com o seu dilema e com a sua angustia. Sabemos que existe uma enorme gama de desvantagens e em se estar solteira e falaremos um pouco sobre elas, mas também sabemos que existem inúmeras vantagens e aconselhamos que vocês se prendam nelas.


Vamos lá... Desvantagens:

* Não ter companhia para passar o fim de semana, principalmente os domingos - existe a possibilidade de seu fim de semana ser passado numa ilha magnífica, através de um convite de última hora, mas essa é uma possibilidade remota. Na maioria das vezes, ele será passado em casa, no calor de um quarto, escrevendo no blog. Quando a gente namora, a gente sempre tem certeza que o protagonista do fim de semana é o mesmo e se entediar em dupla, é melhor do que se entediar só.

* Ir ao cinema sozinha e ver que todo mundo tá acompanhado - Aff, isso é chato! Nessas horas, você se pergunta: "Eu sou a única solteira no mundo?" O pior é quando o casal do seu lado começa a se agarrar e a fazer juras de amor eterno. Nessas horas, você se pergunta porque não levou uma arma para o cinema. Uma boa dica é abstrair e não prestar atenção ao seu redor - desligue completamente e foque-se no filme! Mas continue indo sozinha mesmo - nada de deixar de viver só por falta de companhia masculina.


* Não ganhar presente de dia dos namorados e ver todas aquelas propagandas de casais felizes - Essa é triste! No dia dos namorados, parece que o mundo namora! Dica: pense que essa é uma data comercial e capitalista! Agarre-se na socialista que existe dentro de você!


* Ficar na paranóia achando que tá ficando velha demais e feia demais para alguém te querer - cuidado! Isso é baixa auto estima e um terreno perigoso para se caminhar. Foque-se nos seus pontos positivos e ressalte-os! Se você tem barriguinha, mas belas pernas, opte por uma bata mais larguinha e use umas saias mais ousadas; se você tem belos olhos, contorne-os bem; se tem seios fartos, lembre-se: um decote não mata, não engorda e não faz mal! Mas a principal dica é: prenda-se aos seus valores internos - parece meio brega e fora de moda falar sobre isso hoje em dia, mas você é muito mais do que um corpo jovem ou velho, e se um cara não consegue ver isso, é porque ele é imaturo demais para ficar ao seu lado.


* Ir ao casamento das amigas e ser obrigada a disputar o buquê, mesmo que isso seja um risco de vida - Em primeiro lugar, você já está vendo mais uma amiga casar, o que significa menos uma companhia constante para você, e para piorar, você ainda é quase socialmente obrigada a correr atrás do buquê, deixando claro para o mundo que você é uma solteira desesperada. Pegar o buquê é um risco de vida e de imagem, porque sempre tem alguém conhecido que vai lembrar de você descabelada se estapiando por causa daquela flores.


* Não ter sexo contante - Não sabemos o que falar sobre isso... isso é uma grande desvantagem, mas olhando pelo lado positivo, você não corre o risco de uma gravidez indesejada e nem precisa ficar depilada e linda o tempo todo. Na melhor das hipóteses, você consegue sexo casual com alguém de confiança ou passa conhecer melhor o seu próprio corpo...

* A pior desvantagem: ver a cara de pena das pessoas quando você diz que está solteira - algumas horas você pensa: "mas eu só estou solteira, não tenho um câncer terminal." Algumas pessoas ainda mandam o seguinte clichê: "Não liga querida, quando você menos esperar o cara certo aparece!" Nessas horas dá uma vontade enorme de perguntar como a pessoa sabe: "tem bola de cristal por acaso? É vidente? Como assim, aparece? Vai chover homem um dia desses ou vai nascer um no meu jardim?" O mais tosco, no entanto, é quando as pessoas perguntam: "não tem medo de ficar para titia?" Aff, e desde quando ter medo ou deixar de ter, resolve alguma coisa? Vou passar a ter medo de calor, para ver se o clima melhora...


Mas como nem tudo são espinhos, vamos falar um pouquinho das vantagens (foquem-se nelas):

* Você pode sair quando quiser e na hora que quiser e não dar satisfação para ninguém - você pode decidir sair do 'raio que os parta' para a Lapa, uma hora da manhã e não precisa comunicar para ninguém. Você simplesmente decide, sai e vai, sem drama ou ataques de ciume no dia seguinte.

* Você não ganha presente de dia dos namorado, mas também não dá!!! - Você pode usar o dinheiro do presente que você daria, para comprar alguma coisa que você realmente queira e sem contar que a sua cama vai ser privada de mais uma almofada de coraçãozinho.


* Você não fica paranóica achando que pode ser traída - simplesmente porque não tem ninguém para te trair (não sabemos até que ponto essa é uma vantagem, mas enfim...)


* Você pode ficar com o cara que quiser (se ele te quiser também, detalhe) - você não vai morrer na vontade de saber como é ficar com fulano ou ciclano, você vai poder ficar com eles sem culpa ou remorso, simplesmente porque você é independente e não deve fidelidade a ninguém.

* Não ganhar aqueles apelidinhos melosos - você pode continuar a ser chamada pelo seu nome (que seus pais escolheram com tanto carinho). Nada de xuxuzinho, bein, amoreco, ou os preferidos dos diabéticos - docinho, brigadeirinho... aff!


* Ir ao cinema e escolher o filme que você quer ver - nada daqueles filmes de ação, cheio de sangue e morte! Você poderá ver comédias românticas, filmes franceses e cults sem culpa, sem ficar pensando se o dito cujo está dormindo ou detestando.

* Ir ao cinema e não dividir a sua comida - a pipoca é só sua!!! Sua e de mais ninguém!!! Nada de morrer de raiva porque você come uma pipoca de cada vez, enquanto seu parceiro come dez ao mesmo tempo. Só tome cuidado caso você tenha tendência a engordar, compre uma pipoca menor.


* Ter um mundo de possibilidades inexploradas pela frente - amanhã você pode conhecer um milionário que vai te levar para a França ou namorar um bombadão de academia ou um rato de biblioteca. Imagine quantas coisas novas você pode conhecer, pois cada pessoa é um mundo inteiramente novo para você. O dia que você encontrar um mundo habitável e receptivo, sossegue nele, mas até lá, se dê a oportunidade de ser uma desbravadora.


Queridas leitoras, sabemos que, hoje em dia, é difícil entender a dinâmica dos relacionamentos - existe o namoro, o rolo, a pegação, a amizade colorida e uma infinidade de gradações para nomear os relacionamentos. Algumas de nós podem pensar: "saudade do tempo da minha avó, quando as relações eram duradouras". Sinceramente queridas, eram duradouras porque não havia outra possibilidade além de continuar com o casamento, muitas vezes já falido.


O clima dos relacionamentos é, atualmente, inconstante, mas ainda assim, agradeçam por poderem escolher com quem vão sair e se vão casar ou não. Nós, temos o privilégio de não sermos negociadas, como moeda de troca, por nossos pais. Podemos nos casar por amor ou pelas nossas próprias conveniências. Se o cara não nos agrada, não somos mais obrigadas a tê-lo ao nosso lado. Essa é a grande vantagem de se estar solteira: olhar para o céu e pensar que você tem guardado o melhor e maior dos direitos - o de escolha da sua própria vida!

Jacqueline e Mariana (sim, solteiras... rsrs)