domingo, 29 de abril de 2012

Homens Preferem Mulheres que Usam Vermelho 

 

Pois é meninas, alguns estudiosos com muita coisa para fazer, realizaram recentemente uma pesquisa e descobriram que os homens preferem as mulheres vestidas de vermelho. 

Os participantes do estudo analisaram por 30 segundos uma imagem de uma mulher  com camisetas de cores diferentes - vermelha, azul, verde e branca.  A que mais agradou a maioria foi a vermelha. A razão? Os gajos acreditam que uma mulher de vermelho está mais disponível sexualmente do que as outras. Ai, ai, essas mensagens subliminares... Se interessou por esse estudo? Clique AQUI!

O fato é: Está querendo seduzir o gato naquele primeiro encontro? Então se joga no vermelho! 

Só tome cuidado, pois usar vermelho exige personalidade! Se não conseguir encarar um vestido logo de cara, vai com uma blusinha, um colete ou mesmo um acessório. Ou então, quebre o vermelho total com outra cor; as combinações que eu julgo mais sofisticadas são as de vermelho com tons neutros ou com azul marinho. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

E já que o assunto é a atração que o vermelho exerce, vale dizer que um batom vermelho também tem o seu poder! 

Algumas opções bem famosas são os batons Ruby woo e o Russian Red, da MAC. Mas... se você, como eu, não tem ou não pode/ quer dar 70 pratas num batom, procure o 330 da linha intense, da Boticário - É o primo pobre do Ruby woo - digno, muito digno e pela módica quantia de R$ 13,90.

Espero que tenham gostado do nosso post in red

Jacqueline

 




 

quinta-feira, 26 de abril de 2012

NAMORO ENGORDA!


Namorar é bacana, disso quase ninguém duvida.  Poderia citar uma série de prazeres da vida a dois: 

1. Ter alguém para ir ao cinema no fim de semana; 
2. Ter alguém para ligar nos momentos de tédio; 
3. Receber um cafunézinho; 
4. Sentir-se amada (o) e desejada (a).

E vários outros...

Mas como nem tudo são flores... uma das coisas mais nocivas dos relacionamentos são as calorias que ele nos faz armazenar. Todo mundo sabe e já faz parte do senso comum: a vida a dois engorda! 
  
Acredito que há duas causas possíveis para isso. A primeira é que o relacionamento costuma aumentar as saídas para comer, pois os casais costumam rumar para programas mais tranquilos, que costumam envolver comida - as vezes como meio, as vezes como fim. A outra causa pode estar relacionada ao fato de que os comprometidos já julgam a caça feita e presa, logo, acabam tendo menos motivação para manter o peso saudável. 

Eu sou culpada pelo 'crime' de engordar em namoros e, posso dizer com propriedade: não vale a pena! O prejuízo psicológico e no guarda - roupas é muito grande. Estou correndo atrás do prejuízo, mas teria sido tão mais fácil se eu não tivesse engordado...

Simbora, casais! Vamos deixar a preguiça a dois de lado e perder uns quilinhos! Uma vida mais saudável nos espera...

Jacqueline  
 

domingo, 22 de abril de 2012

Utilidade Pública para as Alérgicas


Eu AMO pintar as unhas. Não faço questão de ir na manicure e, por questões de tempo e dinheiro, raramente vou, então, cutilo e pinto minhas unhas nas horas vagas e acho terapêutico. 

Tudo sempre correu bem, até que meu pescoço começou a ficar com uns empolados bizarros. Fui ao médico e ele me disse que eu estava com alergia de contato a esmalte. Meu mundo caiu! 

Descobri alguns esmaltes anti alérgicos, mas a fixação da maioria é bem ruim. As vezes eu pintava a unha de manhã e de tarde, ela descascava. Sem contar que as opções de cores não eram das melhores. 

Mas tudo mudou quando eu vi que a Colorama mudou a fórmula dos esmaltes e atualmente é toxi free. PERFEITO! Os esmaltes da Colorama não tem mais formaldeído e tolueno - que são os principais causadores de alergia.  As opções de cor são 'vastérrimas' e a fixação é digna. 




Ah, sem contar o preço super camarada!

Alérgicas, se joguem na Colorama! 

Jacqueline

domingo, 8 de abril de 2012


DANÇA DE SALÃO

 


Eu comecei a fazer dança de salão recentemente e me apaixonei! Aqueles minutinhos em que estou ali fazem com que eu me desligue do resto do mundo e pense só nos passos que eu tenho que dar ou na música que está tocando. É uma excelente terapia contra o estresse!


Pode soar meio demodé o que eu vou escrever, mas que realmente me encantou foi o clima, tão incomum (e até antiquado) em que homens e mulheres se complementam como parceiros num mesmo objetivo: dançar. O homem é o cavalheiro, enquanto a mulher é a dama - nem cachorra, nem piriguete - dama! Os toques são sutis e envolvem mãos dadas e troca de olhares.  O homem conduz e uma condução eficiente envolve delicadeza, pois a mulher não pode ser jogada de qualquer forma nos movimentos, mas sinalizada sobre o próximo passo.



Acredito no feminismo e em suas conquistas, no entanto, muitas mulheres ficaram, ao longo dos anos, tão preocupadas em provar que eram iguais aos homens, que esqueceram a importância da diferença. Não existe demérito em gerar um filho ou em ter outros hormônios além da testosterona. A dança me lembrou isso. O homem conduz, mas sem a mulher, não existe dança. Ambos precisam estar em harmonia e cientes de seus papéis e somente assim, o salão se ilumina com o brilho do casal.

Além de tudo, a dança de salão pode ser muito sexy e envolvente, quando há química entre o casal. Sem desmerecer quem vai até o chão nos bailes funks, mas não sabem o poder de uma troca de olhares bem dada!  Fiquem com um exemplo:

video
Filme "Vem dançar"


Jacqueline (futura dançarina)